Featured

O Wushu na China

Por Mark Moram

Quando se passa a vida toda praticando wushu em uma única escola, você começa a se perguntar como será o treinamento  no outro lado do planeta. As outras escolas treinam o mesmo que você? O que eles fazem durante a sua aula? Será que eles se concentrar mais no básico ou formas( Tao Lus )? E sobre os treinos de condicionamento?

Estas são questões muito normais e, mesmo depois de ter experimentado o treinamento em algumas outras escolas, você ainda pode estar curioso sobre o que os outros atletas de wushu pensam. Essa curiosidade é boa, porque é um sinal de que estamos sempre em busca para o sistema de treinamento ideal para as nossas necessidades.

Verdade seja dita, o treinamento na China não é tão diferente. Afinal, a maioria dos treinadores que abrem escolas no Ocidente são ou da China ou são diretamente influenciados pela formação de experiências na China, então eles tendem a executar seus exercícios de forma muito similar.

No entanto, ainda existe muita curiosidade sobre o regime de treinamento típico ou padrão de atletas de wushu na China.

O Treinamento de wushu na China ou em quase todo mundo é dividido em 4 fases principais, sendo que algumas destas fases possuem sub fases. Eles são divididas em PREPARAÇÃO,PRINCÍPIOS,FORMAS E CONDICIONAMENTO. Vamos detalhar sobre cada uma destas:

PREPARAÇÃO:

Esta fase é dividida em 3 sub fases. Aquecimento, exercícios aeróbicos  e alongamento. Cada uma parte desempenha um papel importante na obtenção de resultados para seu corpo deixando ele  pronto para os rigores dos Treinamentos de  wushu.
Normalmente, são feitos exercícios  de rotações do tornozelo, pulso, giro de cabeça, relaxamento dos ombros, torção de cintura, etc... Onde basicamente, o objetivo desta fase é para aquecer as articulações antes de começar a se mover com mais velocidade. Muitas vezes haverá um alongamento leve aqui também, mas geralmente nada mais do que algumas elevações de pernas ou toques de dedo do pé.

A razão pela qual esta fase é importante é principalmente para a prevenção de lesões. Quanto melhor você se aquecer, menos provável que você se machuque. Sei que isso é algo que você deve ouvir muito, e quando se é mais jovem geralmente se descarta   a importância de uma boa preparação. Afinal, os jovens classificam que podem logo começar a correr sem muita preparação.

Na comparação da China com o Ocidente, é comum nós assistirmos no ocidente treinamentos de Wushu onde os praticantes entram direto nos  tao lus e saltos.E sendo que China isto não acontece onde eles respeitam bastante todas as fases até mesmo na questão do clima pois nos dias mais frios deve-se aumentar o tempo de aquecimento.

EXERCÍCIOS AERÓBICOS:

Depois de aquecer bem as articulações os atletas iniciam  um pequeno trote ao redor da sala de treinamento. E por trote eu realmente quero dizer que eles começam com uma corrida muito leve.

Isto não é porque eles são preguiçosos. É porque se você começar a correr rapidamente, você não dá ao seu corpo tempo para se adaptar ao aumento da frequência cardíaca ou respiratória. Você tem que aquecer o motor como um carro. 

Depois de 5 a10 minutos  eles acabam a parte aeróbica com alguns tiros de velocidade em toda a sala - talvez cinco séries deles.

Para variar as vezes na China, é feito brincadeiras com bolas e principalmente para crianças para quebrar as rotinas de treinos dia após dia. Isto também é comum se fazer no ocidente apenas com a diferença de aqui os atletas acabam levando muito a sério estas brincadeiras.

ALONGAMENTOS:

Este fase quase universalmente a mesma. Primeiro eles começam nas barras. Eles esticam seu pescoço,pés, suas extensões laterais, os ombros e os braços e, por vezes, uma postura de queda contra a parede.

Em seguida, após cerca de 5 - 10 minutos. Muitas vezes eles colocam alguns tapetes ou almofadas para utilizar para sustentar as suas pernas dianteiras para os alongamentos.

No Ocidente, tenho notado que há muito mais grupo de alongamento do que na China. Você vai ter uma classe que alongamento juntos, contando cada posição como um grupo. A principal razão para isso é que você tem um monte de gente na classe que nunca poderia ter se alongado antes. Especialmente se eles são novos para o wushu. No momento em que chegar ao nível avançado que provavelmente pode ser deixado à própria sorte, mas também constrói um senso de companheirismo na classe.

É claro que na China eles treinam juntos dos 7 aos 24 anos, então não há a necessidade de desenvolver estes  grupos de alongamento. A parte de preparação da classe deve levar cerca de 30-45 minutos, dependendo de algumas variáveis. Isso é sobre o tempo que leva para realmente obter um bom alongamento antes de se concentrar nas técnicas wushu.

PRINCÍPIOS:

Então, agora que os atletas  já estão aquecidos, suando e alongados, é iniciado os princípios ou básicos. Vamos dividir esta parte em três sub - fases: básico, combinações e saltos.

Na fase básica, os atletas executam chutes, zhang ti tui,wai bai tui,li he tui,ce ti tui etc... além de treinamento de posturas mabu,gongbu etc... a principal diferença da China para o Ocidente neste treino é a intensidade pois na China é maior que aqui no ocidente, onde nossos atletas ainda precisam de muita ajuda nos básico com  correções e ajustes e na China eles já estão muito bons nesta fase.

Tenho notado que os atletas do ocidente quando chegam na China, ficam meio que decepcionado com seu nível de básico ser muito inferior aos chineses, pois caem na realidade que foram muito mimados por seus treinadores, que fazem de tudo para não perder o cliente, e Enquanto na China os atletas fazem de tudo para mostrar para seus treinadores que estão evoluindo.

Devo acrescentar que outra diferença  entre os dois tipos de treinamento é a quantidade de tempo gasto em princípios. Na China, eles vão fazer isso por uns bons 25-30 minutos, mas no Ocidente muitas vezes você vai ver apenas a 15 minutos do básico e depois os alunos ansiosamente vão direto para a emoção de saltos. Mais uma vez ... há uma razão pela qual as noções básicas de atletas chineses é melhor do que os do Ocidente. Fazem milhares deles uma semana. Quantos nós será que podemos dizer a mesma coisa?  

COMBINAÇÕES:

Combinações são  uma extensão dos princípios básicos. Onde os atletas combinam movimentos das formas Tao Lus, para que os fundamentos básicos fiquem mais apurados. Um ponto de diferenças nesta fase é que na China os atletas trabalham muito a auto crítica,auto análise, auto aperfeiçoamento, o grande conselho aqui é olha mais para dentro e o lado de fora ficará muito melhor 

SALTOS:

Na verdade está parece ser a parte favorita de todos os atletas de wushu,essencialmente esta fase é composta por uma "tonelada" de repetições onde acontece saltos e mais saltos onde o foco e atenções nos detalhes são muito importantes nesta fase, onde um bom treinador é de vital importância para se conseguir melhorias significativas, mais estes conselhos só serão úteis se os atletas se dedicarem muito nesta fase onde na verdade não existe mistério sem treinamento.

Ao comparar esta fase com o ocidente, se percebe que no ocidente os atletas tem muito mais prazer nos treinos de saltos do que os chineses pois na China olham para esta fase como seu trabalho, uma vez que sua carreira depende disso.

No Ocidente fazemos o wushu mais por diversão, por isso olhamos os saltos como uma parte muito legal de se fazer.   

FORMAS:

Antes de iniciarem nesta fase os eles tem um tempo para tomar agua, para em seguida suas rotinas programadas para o dia. Geralmente os treinadores fazem um cronograma de treinamento para esta fase onde é determinado a  sequência de treinamento por series, seção, meio ou formas inteiras de acordo com o calendário de competições.

A principal diferença entre a China e o Ocidente é o número de seções que eles fazem. Geralmente no ocidente se repete  apenas uma de cada seção antes da aula terminar . Na China, muitas vezes eles vão fazer 4 de cada seção, seguido por quatro metades e um ou dois conjuntos completos. Isto é principalmente devido a uma questão de tempo. As classes no Ocidente são geralmente mais curtas do que os seus homólogos chineses. Quando você tem 2 1/2 a 3 horas para treinar como eles fazem na China, então você pode fazer muito pelo seu wushu, mais como ocidente a maioria das classes tem duração de 1 hora então não dar para fazer muita coisa.

Agora existe uma ligeira exceção a esta regra: iniciantes. Quando você está treinando os novatos, é importante para não oprimi-los no início. Nesta situação, uma classe de 1 hora é provavelmente suficiente. Eles não vão estar trabalhando em saltos, Nandu ou formas muito neste ponto, por isso, se a classe está focada em princípios, então este deve ser bastante tempo.

CONDICIONAMENTO:

Então chegamos no final da aula neste momento.Esta parte do treino é opcional na China, principalmente porque eles já estão na sala de treino à muito treino. E também porque muitas vezes eles têm classes específicas reservadas para o condicionamento ou treinamento de força. Com 11 aulas por semana, eles podem reservar alguns exercícios específicos na sala de musculação ou na pista.

Mas no Ocidente por falta de estrutura nas escolas geralmente sem salas de musculação e pistas, muitas vezes optamos pelo treinamento de condicionamento.

A única coisa que é bastante normal, porém, é um fim treino de alongamento. Muitas vezes, tanto na China como no Ocidente, os atletas vão gastar uma boa quantidade de tempo de alongamento no final da aula.

Devemos adicionar que o alongamento no início do treino logo após o aquecimento é diferente do alongamento no fim de treino.

Especificamente, no início da aula eu defendo mais o alongamento dinâmico. (Sim, eu sei que um monte de gente deverá dizer que você não deve saltar pular as etapas, mas todos na China fazem isso e eles são as pessoas mais flexíveis que eu conheço, então eu fico com o que parece funcionar.) E no final do treino  tendem a preferir o alongamento estático, como a realização de separações por um longo tempo, ou ficar em várias posições (igual poses de ioga) e mantê-los.

Na minha (limitada) experiência, eu descobri que essa combinação parece melhorar muito flexibilidade o mais rápido.

CONCLUSÃO:

Então, como podemos diferenciar o treino da China para o ocidente.

Agora, devo mencionar que existem muitas variações aqui. E, muitas vezes, como foi mencionado, eles vão pôr de lado certas classes de treinamento de força ou treinamento aeróbico. Mas eu diria que 80% das aulas de wushu segue esse padrão.

E mais uma vez, na China o tempo treino é 2-3 horas, no mínimo, se você quiser seguir este tipo de formato de treinamento ele deverá ser dividido da seguinte maneira.

     Preparação: 30 minutos
     Noções básicas: 40 minutos
     Tao Lus: 60 minutos
     Condicionamento: 20 minutos.

Isso é de 150 minutos, mas se você adicionar água  e pequenas pausas de transição, aqui e ali, geralmente, acaba indo mais perto de 3 horas. A partir desses números que eu vou ajustar para cima ou para baixo, dependendo do tempo disponível. Por exemplo, se a classe tem duração de 90 minutos, então podemos fazer algo parecido com isto:

     Preparação: 20 minutos
     Noções básicas: 30 minutos
     Tao Lus: 30 minutos
     Condicionamento: 10 minutos


 

 

 

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Ebook

 
Conheça os fundamentos teóricos e as técnicas básicas do Wushu Moderno neste e-book totalmente ilustrado.

Tutoriais

Login

Register

*
*
*
*
*
*

Fields marked with an asterisk (*) are required.

Históricos

Registro
  •  

    O filme começa com a luta do mestre Ogway contra o touro malvado Kai...

    Birth of The Dragon

    Novo filme conta a vida de Bruce Lee...

     

     


  • O Brasil sediará o 2° Seminário Sul-Americano de Qigong-Saúde entre os dias 24 e 29 de Maio

     

    Brasília sediará o XXVII Campeonato Brasileiro de Kung Fu de 7 a 11 de setembro.....

     

PARCERIA